Parece que só agora o inverno bateu na porta de grande parte dos brasileiros e apesar das delícias que a estação traz, como noites regadas a vinho e fondue e filmes embaixo do edredom, não é só em se manter aquecido que você deve se preocupar. Além dos problemas respiratórios que aumentam no inverno, os olhos devem receber atenção redobrada, já que são os órgãos que mais ficam expostos.

Muitas pessoas costumam associar o uso de óculos escuros ao sol e calor, mas apesar de não ser na mesma intensidade, a incidência dos raios ultravioletas continua presente no inverno e pode danificar os olhos e a pele ao redor, por isso, não hesite em colocar seus óculos escuros mesmo em dias nublados.

São Paulo costuma passar por longos períodos sem chuvas durante o inverno, o que aumenta a poluição do ar e pode causar um grande desconforto chamado síndrome do olho seco. Nesses casos o uso de colírios e pomadas hidratantes indicados por um oftalmologista pode ajudar. Lembrando que não é indicado usar medicamentos por conta própria, uma vez que eles podem agravar o problema ao invés de ajudar.

Outra vilã famosa do inverno é a conjuntivite, seja alérgica ou viral, no caso de pessoas que permanecem em ambientes fechados e aglomerados por muito tempo. Para evitar o contágio, lave sempre as mãos e não deixe de esterilizar com álcool gel, já que a transmissão do vírus acontece através do toque em pessoas ou objetos contaminados.

Agora que você já sabe como cuidar dos olhos no inverno, que tal um chocolate quente pra adoçar o dia?